CARREGANDO...

 
Voos mais altos
08/01/2020

Senhores passageiros, apertem os cintos. Vamos decolar rumo à expansão do cuidado e da proteção à vida. O clima é bom e favorável à atuação da Unimed Aeromédica, serviço criado em 1996 e que tem no transporte aéreo seu produto de destaque. Desde 2011, a rota ganhou novos trechos, ou melhor, novos produtos e serviços foram acrescentados ao portfólio, com a adoção de novas ferramentas e tecnologias. Os ventos continuam propícios à expansão e a previsão é de oferta de serviços diferenciados e uma maior abrangência territorial.

 

RESGATES IMEDIATOS

“Há 20 anos, minha filha foi resgatada em Palmas (TO) e trazida para Juiz de Fora em algumas horas. Ela estava grávida, teve uma hemorragia e, graças à rapidez do processo, chegou a tempo de fazer um cesárea de urgência. Apesar de perder o bebê, teve a vida salva e eu sou grato por isso até hoje. ” Quem conta a história é Hugo Borges, presidente da Unimed Juiz de Fora, parceira da empresa desde 1996.

O médico já acompanhou, além da experiência pessoal, outros casos de remoção e acredita que o diferencial está no serviço resolutivo e célere. “É uma referência nacional, com destaque para a equipe técnica extremamente capacitada. Apesar da tecnologia, trabalham com foco nas pessoas”, avalia. De fato, trata-se de uma equipe que não mede esforços para salvar vidas.

Em outubro do ano passado, um caso ocorrido em Gurupá (PA) marcou a atuação dos profissionais envolvidos. A localidade, à beira do rio Amazonas, contava com poucos recursos médicos e o paciente, de 32 anos, precisava ser levado para Belém, mas não havia uma estrada até a pista de pouso mais próxima. Após diagnóstico detalhado, a logística da Unimed Aeromédica foi transportar o paciente por via fluvial, em uma ambulância com equipamentos básicos para mantê-lo estável, até a cidade de Porto de Moz. Em cerca de cinco horas, o transporte estava concluído, mesmo com uma logística e operação tão específicas. O paciente foi liberado do hospital em boas condições de saúde alguns dias depois.

“É, sem dúvida, um serviço de grande importância e, por isso mesmo, indispensável. Nossa equipe recebe muitos retornos positivos em função das vidas salvas”, comenta Wagner Cláudio Teixeira, gestor de operações da Unimed Aeromédica.

 

AGREGAR PARA DIVERSIFICAR

A solução para um resgate rápido pode estar no transporte terrestre. Como já vimos ao lado, a Unimed Aeromédica atua para salvar vidas e, para isso, usa as melhores decisões logísticas. Por isso, desde 2011, novas soluções vêm sendo incorporadas ao portfólio para que o alcance seja ainda mais abrangente. Foi assim que surgiu a primeira diversificação de produtos, com o lançamento do Transporte Terrestre de Urgência. Criado para trajetos entre hospitais dentro da mesma cidade ou localizados em municípios próximos, é indicado para casos de menor complexidade e realizado em ambulâncias de suporte básico ou avançado, de acordo com a necessidade. Outro produto que faz parte do processo de expansão dos negócios é a Central de Pesquisas, desenvolvida em parceria com a Faculdade Unimed. Lançada em 2018, ela também está de acordo com a legislação exigida pela ANS, nesse caso, a Resolução Normativa nº 277, e com o Índice de Desenvolvimento da Saúde Suplementar, que mede a eficiência da prestação de serviço pelas operadoras. A Central realiza também pesquisas de mercado e de satisfação dos beneficiários das Unimeds em âmbito nacional.

 

ABRANGÊNCIA TERRITORIAL

A Unimed Aeromédica não se limitou à ampliação dos negócios. “Com o aumento da carteira de clientes para todos os estados do Brasil, surgiu a necessidade de criar novas bases estratégicas de atendimento e espalhar recursos para dar suporte aos clientes. Ganhamos não só em custo, mas também em tempo de atendimento, o que é muito importante nos deslocamentos aéreos”, avalia o gestor de Operações, Wagner Cláudio Teixeira. Um marco importante deste crescimento aconteceu no mês de agosto deste ano, com a inauguração da base hangar no Aeroporto Internacional de Fortaleza.

A chegada ao Ceará possibilita uma atuação fortalecida no Nordeste do país e é o primeiro passo de uma expansão territorial ainda maior. A próxima base deverá ser inaugurada no Pará, em 2020, intensificando o atendimento na região Norte. “Fechamos um contrato com alta demanda no estado. Estamos reformulando uma base já existente, para que esteja de acordo com o nosso padrão de qualidade”, destaca o gestor de Produtos e Serviços da Unimed Aeromédica, Deleon Thiago de Oliveira. A escolha pela localização das novas bases considera não somente a demanda de clientes, mas também as características regionais de atendimento médico, uma vez que a localidade deve ser um polo de excelência em medicina. “Já estamos prospectando novos mercados. Há interesse, em breve, de levar os serviços para a região Centro-Oeste”, adianta Flávio Lopes Ferreira, gestor médico da empresa. Além de atuar em todo o território nacional, a Aeromédica conta com atendimentos particulares na Argentina, Chile, Paraguai, Peru e Estados Unidos. Com a descentralização, o número de clientes cresceu consideravelmente nos últimos anos, principalmente a partir de 2011, quando a empresa se reposicionou no mercado.

 

Fonte: Revista Conexão – Edição 35