CARREGANDO...

 
Remoção da Unimed Aeromédica se transforma em amizade de 18 anos
29/05/2020

Era um dia frio de 2001, típico do mês de abril, quando a colaboradora Mariza Paula, da Gestão de Operações da Unimed Aeromédica, recebeu uma solicitação de atendimento por telefone. Do outro lado da linha estava Acácio da Fonseca, um pai desesperado, correndo contra o tempo e buscando ajuda para salvar a vida de seu primeiro filho. Mariza orientou Acácio com todas as informações necessárias para iniciar um processo que parecia mais um resgate pela vida do pequeno Gabriel.

Ainda faltava um mês para o parto do primeiro bebê do casal Acácio e Clara, mas Gabriel estava com pressa e se adiantou. Eles estavam longe de casa, em Silvianópolis, uma cidade em que não haviam recursos para atendimento de um bebê pré-maturo e que havia aspirado líquido amniótico durante o parto, nem para pouso da aeronave para fazer o transporte. O município mais próximo para receber o bebê e com condições técnicas para aterrisagem era Pouso Alegre, que ficava a cerca de 150 km de distância de Silvianópolis.
 
Mariza então, após seguir todo protocolo de triagem médica e reconfirmação de vaga em UTI infantil, disponível em Poços de Caldas, preparou toda a remoção para decolagem em tempo recorde, de 45 minutos. Durante este período, ela providenciou uma equipe altamente qualificada para acompanhar a criança.

“Eu queria pedir uma ambulância para resgate mas a Mariza, responsável pelo meu atendimento na Aeromédica, nos informou que devido a situação do bebê e as condições da estrada, seria necessária uma remoção por via aérea. Eu nem sabia como isso funcionava. Fiquei sem chão. Para realizar a remoção, foram envolvidos mais de vinte profissionais. A Mariza fez tudo com uma sincronia perfeita”, disse Acácio.

O atendimento realizado pela Unimed Aeromédica salvou a vida do Gabriel, que está completando 18 anos, neste ano, e criou um laço de amizade com Mariza. “Ela faz parte da minha história e, agora, já somos amigos desde então”, completou Acácio.

Ao longo de todo este tempo, acompanhei o crescimento e as principais conquistas da vida do Gabriel. Seu pai sempre me envia fotos e vídeos que nunca me deixaram esquecer tudo o que aconteceu naquela naquele dia, há 18 anos. “É muito gratificante para mim e toda a equipe fazer parte desta e de várias outras histórias de vida. Isso nos faz relembrar que estamos aqui realizando não só um transporte aeromédico, mas que estamos correndo contra o tempo para salvar a vida de um ente querido, que é muito importante para uma família”,  afirmou Mariza.