CARREGANDO...

 
A importância do transporte de urgência para a medicina intensiva
12/06/2019

Especialidade médica dedicada ao suporte à vida e aos cuidados com pacientes que estão em estado crítico e necessitam de um acompanhamento intensivo e monitorado, a medicina intensiva abrange uma série de particularidades no dia a dia da atuação dos profissionais. A começar pelas Unidades de Terapia Intensiva (UTIs), setores complexos dos hospitais, destinados ao atendimento de pacientes graves, que demandam espaço físico específico, recursos humanos especializados e equipamentos tecnológicos avançados.

Apesar de toda a sofisticação das UTIs, no entanto, nem todos os exames ou cuidados necessários ao paciente podem ser oferecidos em qualquer unidade e, com frequência, o paciente necessita de transporte médico de urgência, intra ou inter-hospitalar. É por isso que esse tipo de operação atua como um importante aliado dos profissionais de medicina intensiva, visto que ele permite a continuidade do tratamento oferecido ao paciente de forma segura e adequada.

É importante ressaltar que a decisão de transportar um paciente crítico deve ser baseada em uma avaliação que leva em conta os potenciais benefícios e os riscos envolvidos na operação. É por isso que fica a cargo do médico assistente ao paciente a responsabilidade de analisar, diagnosticar as prováveis patologias e verificar as possíveis intervenções, identificando se a transferência do paciente é a opção mais viável no momento — para ser transferido com segurança, o paciente precisa, acima de tudo, estar clinicamente estável.

Vale lembrar que o transporte médico de urgência é uma operação que envolve possibilidades de complicação, visto que o paciente está fora do ambiente de cuidados intensivos e vulnerável a fatores que podem culminar em alterações rápidas, progressivas e evitáveis. O risco ao paciente durante o transporte pode ser minimizado com um planejamento cuidadoso, qualificação da equipe responsável pelo transporte e seleção de equipamentos adequados. Isso significa que, para ser bem-sucedido, o transporte médico de urgência precisa ser realizado por uma empresa capacitada e altamente especializada.

Por que a Unimed Aeromédica é a melhor opção

Como ficou claro até aqui, o processo para um transporte médico de urgência, seja via terrestre ou via área, é complexo e, exatamente por isso, a operação exige cuidado nos mínimos detalhes. Cuidado é palavra de ordem na Unimed Aeromédica, que é referência nacional em transporte médico de urgência e já realizou mais de 24 mil remoções pelo Brasil. Equipe operacional e médica capacitada e altamente especializada, infraestrutura completa, aeronaves e ambulâncias personalizadas de acordo com a necessidade do paciente e equipamentos de alta tecnologia de UTI Aérea são alguns dos fatores que atestam a excelência do serviço prestado pela empresa.

Na Unimed Aeromédica, a equipe responsável pelo atendimento durante o transporte é formada por um médico e um enfermeiro, especializados em terapia intensiva e atendimentos de urgência e emergência. “Temos uma equipe própria, o que é um diferencial, pois permite que sejam oferecidos treinamentos e cursos de padrão internacional em várias áreas, como cardiologia, trauma, pediatria e obstetrícia”, destaca o gestor médico da Unimed Aeromédica, Flávio Lopes. Além disso, a experiência conta muito. Em média, os enfermeiros da empresa atuam há 10 anos na área de transporte aeromédico. Em relação aos médicos, a média supera os cinco anos. “Isso também é um ganho para o cliente, porque esses profissionais já passaram por várias experiências que ajudam a buscar soluções para situações específicas”, ressalta o gestor.

Esses e outros fatores contribuem para que a Unimed Aeromédica seja uma importante aliada dos profissionais de medicina intensiva. Com alto nível de capacitação e experiência consolidada no mercado, a empresa oferece os requisitos necessários para garantir que os pacientes sejam transportados com conforto e segurança e possam dar continuidade ao tratamento em seu local de destino, proporcionando tranquilidade aos profissionais de saúde envolvidos em cada caso.